olinda

A professora Olinda Soares, de Curitiba, começou a correr há pouco tempo, em fevereiro de 2017, e vive a expectativa de seu maior desafio nesta curta experiência no universo das corridas de rua: a Corrida de São Silvestre.

“Nunca me identifiquei com qualquer atividade física e a corrida parecia algo impossível para mim. Olhava as pessoas correndo e achava aquilo muito bonito, mas pensava que aquilo não era para mim. Então, comecei caminhando.

Aos poucos fui conseguindo. Fui motivada pelo professor Carlos Eduardo a fazer uma prova trail de 5K. Tive certo receio, mas a curiosidade e a alegria evidente dos companheiros de treino que costumavam participar destas provas, me encorajaram. E fiz a inscrição. Dali pra frente minha vida mudou.

Não busco melhorar tempo nem aumentar minhas distâncias. Por meio da corrida, busco melhorar minha qualidade de vida, ter mais saúde e bem-estar. Senti isso em provas como a Discover Trail, a Braves Trail run e a Naventura Caminhos do Viamão.  Provas incríveis com um maravilhoso contato com a natureza. Algo que nos energiza.

olinda1

Na Maratona de Curitiba, em que fiz a prova de 10K, pude presenciar a chegada dos maratonistas. Aquilo foi emocionante e ali reafirmei minha paixão por este esporte. Em 2018 quero continuar treinando e me divertindo com os colegas nas provas. Quero fazer corridas de montanha.

Mas ainda quero me divertir em 2017. Estou perto de realizar o sonho de correr a São Silvestre. Via pela tv e achava o máximo a animação daqueles atletas. As pessoas correndo fantasiadas, as histórias de superação. Achava aquilo legal, mas não via chance de eu estar ali. Este ano estarei lá, correndo!

Minha expectativa é de me divertir, de confraternizar com aqueles atletas que,  assim como eu, passaram por várias experiências. Sentir a vibração da maior corrida da América Latina. São 30 mil pessoas juntas com o mesmo objetivo, no último dia do ano. É uma corrida que emana alegria. Quero sentir essa emoção, quero sentir a temida Brigadeiro, cruzar a Ipiranga e Avenida São João… Sensações que só quem realizou a prova sabe quais são.

olinda2E a equipe da Carbono Assessoria Esportiva foi fundamental para minha evolução. É muito importante um acompanhamento profissional, principalmente para os iniciantes. Sequer sabemos qual é o melhor tênis, por exemplo.

O incentivo e os conhecimentos técnicos dos professores da Carbono foram essenciais para minhas conquistas, para minha saúde e o meu bem-estar.

Ter as planilhas online e o SisRUN como canal de comunicação ajuda muito. Tudo ali no celular, de modo simples e de rápido acesso. Eu estou sempre consultando o calendário de provas, assim posso me organizar para as corridas que mais gosto”.

 

Compartilhar:

122 Posts

Jornalista, pai e corredor. Vê a corrida como uma ferramente para fazer a vida fazer sentido. Não se preocupa em ser rápido, nem com a chegada. O que importa é o caminho...

2 thoughts on “Olinda Soares já pensa em cruzar a Ipiranga e a Avenida São João”

  1. Parabéns!! Conheço e participei junto com as experiências que a vida te colou!! Foi um momento difícil,semp estive ao teu lado acompanhado a tua história da tua vida com o the e o seu marido Pedro !! Tudo o que vc se propõe a fazer é uma perfeição, acredito em vc minha guerreira!! Estou orgulhosa de vc querida te amo!!

Escreva uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *