Cantora lírica e professora de canto, Ellen Cristine de Oliveira Sousa começou a correr meio na marra. Não chega a ser algo raro. Moradora de São José dos Campos-SP, ela estava muito acima do peso e recebeu um ultimato da médica. Resolvei obedecer, hoje curte a corrida e sonha correr uma maratona. Confira!

“Fui obesa por grande parte da minha vida adulta. Cheguei a pesar 90 quilos, o que é muito para uma pessoa com 1,57m. Depois de alguns exames cardiovasculares, em 2015, uma médica me disse que ou emagrecia ou iria parar numa mesa de cirurgia antes dos 30. Aquilo me assustou e me motivou a mudar. Mudei a alimentação e comecei a fazer musculação. Meu contato com a corrida é recente, comecei a correr em 2017. Já estava acostumada com a rotina da academia e querendo algo novo.

Uma amiga me convidou para participar de uma prova aqui em São José dos Campos, a Power Night Run. Fiz 5k em uns 50 minutos (risos). Depois daquela prova não quis parar mais. A sensação a cada linha de chegada é única, prazerosa e sempre com um gosto de quero mais.

Hoje sou meio maratonista, ainda com um pace alto, porém muito mais firme do que quando comecei em 2017. Meu sonho é ser maratonista e fazer alguma prova internacional.

A dificuldade que tenho é me manter focada quando o cansaço está forte. Treinos para meia maratona são intensos. E por ser cantora, grande parte do meu trabalho é aos finais de semana, o que dificulta um pouco nos longos, mas faz parte.

Entrei na LCTeam em março de 2018. Acho que sem a assessoria não teria conseguido concluir minha primeira meia maratona. Os treinos personalizados são muito importantes, por que cada um é cada um.

A corrida me trouxe mais disciplina, aprendi a acordar cedo pra aproveitar o dia e semear meus sonhos. Como diz uma grande corredora que é meu exemplo: ‘Quem acorda cedo bebe água limpa’.

Essa disciplina mexeu com todos na família. Inclusive meu marido começou a correr e hoje corre mais do que eu! A corrida muda vidas, gera novas amizades e faz a gente acreditar mais ainda na gente mesmo!”

Compartilhar:

165 Posts

Jornalista, pai e corredor. Vê a corrida como uma ferramente para fazer a vida fazer sentido. Não se preocupa em ser rápido, nem com a chegada. O que importa é o caminho...

Escreva uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *