Aline Silverol

A história recente da professora universitária Aline Silverol, de Serra-ES, é daquelas que servem de estímulo, inspiração, motivação, força… para quem precisa mudar os hábitos de vida. Em 2014 ela atingiu os 102kg. Para alguém com 1,59m de altura é de assustar. E Aline confessa que foi o que aconteceu quando se deu conta disso. Era hora de mudar. Correr jamais havia feito parte de seus planos, mas…

Depois que meu peso chegou na casa dos três dígitos, tomei um baita susto. Então, procurei profissionais que me auxiliassem na perda de peso, nos exercícios e etc. Nunca pensei em correr. Na primeira semana de academia, um personal estava convidando todo mundo para correr 6k e caminhar 3k em uma prova tradicional de Araraquara. Ele passou por todo mundo, menos por mim. Fiquei irada. Ele poderia ter dito ‘olha, ano que vem quero você lá!’ Mas, nenhum incentivo. Aquilo me subiu um tanto que eu falei, vou emagrecer e fazer essa corrida”, conta Aline. E assim começou sua relação com a corrida.

Hoje, três anos depois, 24 quilos a menos e quase 40 corridas no currículo, entre elas uma maratona e duas ultras, Aline continua sua jornada. A meta é eliminar mais 15Kg e poder correr ainda melhor. Mas aquela pressa para participar daquela corrida em Araraquara já não existe mais. Conversamos com a ultramaratonista Aline Silverol sobre o que passou e o que está por vir.

Como é sua rotina de treinos?

Por semana tenho três treinos de corrida; três de musculação – importante e imprescindível para evitar lesões -; e um treino técnico presencial com a Treine Certo. Neste treino somos filmados e fotografados para que os nossos treinadores possam fazer as correções necessárias.

Como tem sido a evolução das distâncias e dos tempos?

A evolução foi gradual, até 2016. Em 2017 dei um salto. Me propus a um desafio pessoal: seis semanas de provas, que incluíram uma maratona, uma meia maratona de montanha, as 10 Milhas Garoto, uma ultra de montanha (58K), uma meia maratona de asfalto e um desafio de 8h de pista de atletismo, em que rodei  49,8K). Conclui minha primeira maratona, distância que eu perseguia desde 2016. Fiquei tão empolgada que não quis dar aquela parada de descanso depois dela. A maratona e as ultras foram feitas em um intervalo de seis semanas, graças ao trabalho da minha assessoria. Não tive lesão, não tive dores, foi tudo perfeito. Com relação ao tempo, ele tem melhorado também de forma gradual. Graças aos treinos técnicos, a mecânica melhorou muito. E a própria rodagem também vai melhorando. Agora são detalhes como peso corporal, alimentação e suplementação que ainda precisam ser ajustados.

Como a corrida interfere na sua vida atualmente?

Quase tudo gira em torno da corrida. Tenho mais tênis que sapatos, mais camisas de provas que blusas do dia a dia (risos), viagens para correr, agenda de família em função das provas. Alimentação, comportamento em festas (beber ou não beber, por exemplo) tudo isso funciona de acordo com treinos, metas…ou seja, corrida!

E por que procurou uma assessoria esportiva?

A Treine Certo foi indicada por uma amiga, a Alessandra. Eu morava em São Paulo e voltei para o Espírito Santo. Ela já treinava lá e me indicou pela seriedade e atenção do trabalho desenvolvido pelo Alen e pelo Vinícius. O trabalho foi duro, pois eu ‘não corria’. A técnica era zero e gastava muita energia. Para se ter uma ideia, perdi pouco peso em relação ao meu peso atual, mas diminui de um a dois minutos o meu pace, dependendo da distância, só com a melhoria da mecânica de corrida. É um trabalho diferenciado e muito individualizado. As planilhas que chegam pelo SisRUN não são ‘copia e cola’. Cada um tem um tipo de treino de acordo com seu objetivo – asfalto, montanha, pequenas ou longas distâncias.

aline silverol1
Aline e os treinadores da Treine Certo: Alen e Vinícius

O que planeja para 2018?

Planejo mais desafios para 2018. Não sei se nos mesmos moldes, por que ainda não tenho o calendário completo. Na verdade, o desafio aconteceu porque as datas se encaixaram. Mas o que já está confirmado já me sinaliza que terei que treinar e muito!

Há alguma prova que você deseja muito participar?

Desejo completar a Mizuno Uphill Marathon. Tentei em 2016 e fiquei no ponto de corte. Tenho uma dívida com a Serra do Rio do Rastro e também comigo.

aline silverol2

Compartilhar:

1 thought on “Aline Silverol: em seis semanas, uma maratona e duas ultras”

Escreva uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *