Andrelina Rodrigues Coelho, a Dreka, de 44 anos, é daquelas pessoas a cuja história podemos recorrer sempre que precisarmos de motivação para cumprir a planilha ou para estabelecer novos objetivos. Atleta da MB Personal Trainers, Dreka cumpre jornada de trabalho em uma gráfica durante o dia, cuida da mãe que requer cuidados especiais e ainda separa um tempinho do dia para treinar. Com foco e disciplina deixou os 94 quilos para correr. E com duas meias na conta está de olho em sua primeira maratona. Confira!

drika1“A corrida entrou na minha vida há 20 anos através do meu irmão, que é professor de Educação Física. Corri ininterruptamente por quase 10 anos. Então, por causa do trabalho, parei de correr, tive um problema de saúde e comecei a engordar.

Há quase três anos vi no facebook uma postagem da MB Personal Trainers sobre um treinão que eles iam fazer. Eu estava me sentindo mal com a balança batendo 94 quilos e decidi me inscrever para aquele treino. Não saí mais, estou lá desde então.

Minha evolução na corrida foi com muito sacrifício. Estava muito acima do peso, mas com muita determinação e apoio dos professores, em especial a Bruna Guido, eu tenho evoluído. Hoje já me dou ao luxo de sonhar em vencer uma prova. Já subi ao pódio duas vezes.

drika2Não é fácil manter a rotina de treinos. Moro em Taboão da Serra e trabalho em Osasco. Treino no Ibirapuera à noite. Tudo em sentidos opostos, mas eu dou conta acordando às 4h da manhã todos os dias, inclusive aos sábados. Moro com minha mãe, que tem problemas de saúde e exige atenção e cuidados especiais por causa da diabetes.

Mas eu sou uma mulher muito determinada, então não vejo obstáculo em nada do que faço. Acima de tudo Deus e muito pensamento positivo.”

A MB Personal Trainers utiliza o aplicativo SisRUN na gestão de suas atividades e também na elaboração, envio e acompanhamento das planilhas de seus atletas.

Compartilhar:

147 Posts

Jornalista, pai e corredor. Vê a corrida como uma ferramente para fazer a vida fazer sentido. Não se preocupa em ser rápido, nem com a chegada. O que importa é o caminho...

Escreva uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *