Deixar de treinar durante a pandemia nunca foi uma opção para a administradora Daniele Pereira Nunes, de 38 anos, moradora de Camaçari-BA. Atleta da 3Crun, Daniele está perto de completar seis anos de corrida e mantém vivo o sonho de correr uma maratona. Confira!

“Comecei a correr em janeiro de 2015, influenciada por uma amiga. Na verdade, comecei a caminhar e depois aumentando de pouquinho a distância de corrida: 2, 3 até 5 quilômetros. Segui evoluindo até chegar aos 21K em 2018.

E esse progresso só foi possível com disciplina. Disciplina para cumprir a planilha que chega toda semana: treino todo dia e um dia de descanso. Assim me dou ao luxo de buscar sempre melhorar a performance, não só aumentar quilometragem.

Perto de completar seis anos de corrida, posso afirmar que hoje a atividade é a minha válvula de escape. Com ela eu supero a puxada rotina de trabalhar fora, de cuidar de dois filhos pequenos, do marido e dos afazeres domésticos. Tudo isso sem pirar!

Sem pirar e planejando, a curto prazo, voltar a correr os 5K abaixo dos 30 minutos. Feito isso, intensificar o fortalecimento muscular e pensar em correr uma maratona, mas isso a longo prazo.

Tanto que durante esta pandemia eu optei por não deixar de treinar. Treinei em casa, me adaptei a correr de máscara, mas parar não era uma opção! É ruim? Sim, é um desafio e afeta o rendimento, mas é o que temos para o momento”.

Compartilhar:

205 Posts

Jornalista, pai e corredor. Vê a corrida como uma ferramente para fazer a vida fazer sentido. Não se preocupa em ser rápido, nem com a chegada. O que importa é o caminho...

Escreva uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *