Ricardo Kaufmann dos Reis formou-se em Educação Física em 2005 na ULBRA – Universidade Luterana do Brasil-RS. Em 2016, após especializar-se em Treinamento de Corrida de Rua, passou a trabalhar com a modalidade. Atualmente, Ricardo está cursando especialização em Condicionamento Físico e musculação na Universidade de Passo Fundo, dando ainda mais excelência ao atendimento RKR Assessoria Esportiva. Confira!

´´Comecei a correr na época em que lecionava Educação Física na rede municipal de Curitibanos-SC. Usava a corrida para manter alguma prática de exercício físico e também para aliviar o estresse. Em 2012, após pedir exoneração de meu cargo, migrei para área de academias. Em 2014, eu e meu sócio abrimos um espaço para treinamento funcional. Nessa época já havia participado de algumas provas de corrida. Mas foi em 2016, quando realizei a formação em treinamento de corrida, que comecei realmente a trabalhar de forma mais estruturada com a modalidade. Nessa época comecei a oferecer o serviço e divulgar meu trabalho como assessoria esportiva.

Na verdade, de certa forma, sempre trabalhei com a assessoria, mas à distância. Comecei com meus alunos no studio, mas como minha atividade principal ainda é o treinamento funcional, as planilhas de treino de corrida seguem apenas pelo aplicativo.

A pandemia foi um momento bem delicado. Um período que passei a usar com mais frequência os aplicativos para envio de exercícios para meus clientes fazerem em casa. Até hoje, ainda utilizo desse recurso, para quando estou de férias ou quando eles saem de viagem e querem manter alguma atividade. A maior lição que fica disso tudo, acredito que seja com relação a não “pararmos no tempo”. Temos que tentar pensar à frente, sempre aprendendo algo novo, pois por mais que nos planejemos, o futuro quase sempre é incerto.

Um dos planos para 2022 é aumentar o atendimento relacionado com corrida, mostrando a importância que um acompanhamento especializado tem na prática segura do esporte. Percebo que o impacto da corrida na vida de quem inicia no esporte é bastante positivo. Tenho alunos/atletas que perderam peso (gordura) corporal, passaram a lidar melhor com asma… mas o que mais percebo é no estilo de vida que a pessoa adota, depois que começa a correr. A tendência é de terem um cuidado melhor com a alimentação, a interação social tanto nos treinos como nas participações em provas…

281 Posts

Jornalista, pai e corredor. Vê a corrida como uma ferramente para fazer a vida fazer sentido. Não se preocupa em ser rápido, nem com a chegada. O que importa é o caminho...

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *