ronaldo4“A corrida entrou na minha vida em 2013. Resolvi acompanhar minha esposa na prática esportiva. Escolhemos a corrida e o grupo do professor Felipe Rocha para os treinamentos. Ainda estamos com ele. Hoje o time é #TeamFR.

Depois de algum tempo de treino, com um pouco mais de dedicação, eu me propus distâncias maiores e parti para os 21K. Comecei na Meia Maratona Shopping à Shopping. Foi um fiasco, por que subestimei a distância. Após o fracasso nesta prova, passei a levar os treinos mais a sério e comecei a melhorar meus tempos. Fui avançando e participei do Desafio Vitória X Anchieta (117 km), fazendo parte de uma equipe de oito pessoas. Com duas mulheres e seis homens conseguimos o 2º lugar do Octeto Misto.

Como todo corredor, meio maratonista ou não, passei a almejar a tão temida maratona. Os 42K. Em conversa com Felipe Rocha, decidi treinar para a Maratona do Espírito Santo de 2015. Uma prova que infelizmente não existe mais. Naquele dia da prova fiz uma surpresa para minha esposa. Estávamos perto de completar 10 anos de casamento, então fiz um pedido de renovação. Foi um momento mágico.

Também em 2015, em dezembro, participei de uma Ultramaratona percorrendo 64km em 12 horas dentro do 38º Batalhão de Infantaria do Exército no Espírito Santo.

No final de 2016, logo após a extinção da Maratona do Espírito Santo, lancei um desafio para meu treinador. O de me preparar para correr uma maratona por mês em 2017. Ele topou, fizemos um planejamento e iniciei meu desafio em fevereiro, com a intenção de finalizar em dezembro.

Durante aquele ano participei de provas nacionais e estaduais. Dobrei algumas meias, fiz 57 no Desafio Vitória x Anchieta. Porém, sofri um acidente automobilístico em dezembro, que me impediu de fechar o desafio de completar as 11 maratonas em 2017.  E também de bater os 100K nas 12 horas do Exército. Não foi dessa vez, mas ainda haverá oportunidade.

Durante o ano de 2017 surgiram algumas histórias bem bacanas. Minha esposa realizou seus primeiros 42k na Maratona do Rio, outros dois amigos se desafiaram nos 42k e nos 21k. Momentos bem legais de acompanhar!

Havíamos planejado correr a Maratona da Disney em janeiro passado. E graças a Deus, 30 dias depois do meu acidente, lá estava eu correndo mais 42k, dessa vez na Disney junto com minha esposa. Prova mágica. Passamos correndo por todos os parques.

Novos desafios virão, todos em agradecimento à vida”.

Ronaldo Alvarenga é atleta da Assessoria Esportiva Team FR (Felipe Rocha) e usa o aplicativo SisRUN para receber as planilhas online e monitora os seus treinos.

Compartilhar:

132 Posts

Jornalista, pai e corredor. Vê a corrida como uma ferramente para fazer a vida fazer sentido. Não se preocupa em ser rápido, nem com a chegada. O que importa é o caminho...

1 thought on “Um roteiro com fiasco, vitórias, ultradesafios e até declaração de amor”

  1. Você é um cara sensacional, dedicado, focado, uma pessoa a se espelhar, e tem ao seu lado uma esposa maravilhosa e que é sua maior fã. Parabéns pelas conquistas alcançadas até agora, tenho certeza que muito mais virá pela frente, mas o mais importante é estar sempre de bem com a vida é com Deus em você. Parabéns, abraços.

Escreva uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *