rodrigo nunage1

O gerente de vendas de Recife Rodrigo Soares da Silva, 37 anos, acaba de viver a experiência de correr mais uma maratona. Esteve em Santiago, capital chilena, para uma das maratonas mais procuradas na América do Sul. Não foi a passeio. Foi em busca do índice para a Maratona de Boston. Teria de baixar em pelo menos 15 minutos seu melhor tempo na distância. Missão cumprida. Rodrigo fez os 42.195 metros em 3:09:31. Ele falou com a gente sobre a prova, sobre corrida e seus planos daqui para frente. Confira!

A CORRIDA

“A corrida entrou na minha vida há cinco anos. Eu era totalmente sedentário, já considerado obeso e minhas taxas todas alteradas. Comecei alternando entre 100 metros de caminhada e 100 metros de trote leve. Até que consegui completar minha primeira prova de 5k. Em 2016 fiz a minha primeira maratona em Recife, a Maratona das Praias. Completei minha primeira maratona em 4h20min.  Desde então perdi 24 quilos e tive um ganho de qualidade de vida incalculável.

Em 2017, quando entrei na Nunage Running, fiz um ciclo preparatório para minha segunda prova de 42k e com isso baixei meu tempo para 3h26min. Diante disso vi que se me dedicasse um pouco mais poderia conquistar o tão sonhado índice de Boston. Assim, passei a intensificar mais os treinos sempre buscando mais velocidade.

Hoje eu miro a glamourosa Maratona de Boston. Correr essa prova se tornou o meu sonho. Meu objetivo é evoluir sempre, me manter saudável e influenciar pessoas para a iniciação da prática esportiva.

Conciliar treinos, família e trabalho não é tarefa fácil. É preciso muita disciplina para dar conta de tudo. Meu par de tênis anda comigo por onde eu vou seja a viagem de trabalho ou a lazer.

A Nunage Running foi uma parceria que deu muito certo. Nela encontrei a orientação que eu precisava para melhorar minha performance. Tenho muito a agradecer a essa assessoria, que faz um excelente trabalho. E as planilhas online do SisRUN proporcionam ao usuário muita praticidade, tendo em vista que o seu treino sempre está na palma de sua mão. Essa com certeza é mais uma excelente ferramenta de apoio aos atletas.”

 

rodrigo nunageA PROVA

“A jornada para a Maratona de Santiago teve um ciclo de dez semanas com quatro treinos semanais de corrida e três de musculação. Além disso faço acompanhamento com nutricionista. Foi um ciclo muito puxado, mas a recompensa veio ao final da prova.

Fui para Santiago confiante de que seria possível fazer a prova abaixo de 3h10. Eu havia treinado muito duro para isso. Já na largada consegui manter o pace necessário para atingir minha meta. Consegui fazer uma prova linear do começo ao fim. Apesar de parecer plano, o percurso tem longas subidas, que aos nossos olhos são pouco perceptíveis, mas que exigem um grande esforço do atleta. Estou muito feliz com o resultado conquistado e bastante confiante de que é possível ir mais longe. Basta treinar!”.

Compartilhar:

147 Posts

Jornalista, pai e corredor. Vê a corrida como uma ferramente para fazer a vida fazer sentido. Não se preocupa em ser rápido, nem com a chegada. O que importa é o caminho...

Escreva uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *