giovani.jpeg

“Comecei a correr em maio de 2015. Tinha uma vida muito sedentária e minha última atividade física havia sido em 2008 em academia. Me inscrevi no Clube Endorfina em Belo Horizonte, fiz o teste da pisada, teste ergométrico, exames de frequência cardíaca e comprei um tênis adequado.

Comecei caminhando um quilômetro três vezes por semana. Tudo doía nas primeiras semanas. Mas meu treinador foi me incentivando e seis meses depois fiz minha primeira prova de 5K, em 46min.

Fui evoluindo e fiz outras provas de 5K, sempre baixando o tempo. Hoje, quase três anos depois, já fiz mais de 10 provas e última, em novembro, foi o Circuito das Estações. Foram 5K em 30min13. A meta é correr a distância em menos de 30 minutos.

giovani1.pngTreino três vezes por semana. Sempre com disposição e frequência para não perder o ritmo. Meu objetivo é fazer os 18K da Volta da Pampulha em 2018.

Hoje a corrida faz parte da minha rotina de vida e o meu corpo sente falta dela quando não treino. A corrida ajuda na qualidade do sono e na disposição diária. Tenho 63 anos, 76 quilos e não preciso tomar medicamentos. Graças à corrida, indicadores como glicose, pressão arterial, frequência cardíaca e colesterol estão normais.

É importante ter uma assessoria esportiva na elaboração dos treinos. Treinos específicos de acordo com minha idade e ritmo”

 

Giovani Hostalácio, economista aposentado, mora em São José da Lapa-MG. Atleta do Clube Endorfina, usa as planilhas online SisRUN

Compartilhar:

125 Posts

Jornalista, pai e corredor. Vê a corrida como uma ferramente para fazer a vida fazer sentido. Não se preocupa em ser rápido, nem com a chegada. O que importa é o caminho...

Escreva uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *