Da depressão pós-parto à glória de duas maratonas! Assim pode ser resumida a história da designer de interiores Márcia Alessandra Costa Marques, de 38 anos. Em Santa Maria-RS, ela segue treinando nestes dias difíceis. Confira!

“Sempre gostei de atividade física, principalmente daquelas ao ar livre. De certa forma, a atividade física sempre fez parte da minha vida, desde pequena. Em vários momentos recorri à musculação, ao pilates e à hidroginástica, entre outras atividades, para ter saúde e bem estar.

Mesmo sendo uma pessoa ativa, após as duas gestações que tive fui diagnosticada com depressão pós-parto. Dias sombrios e tristes que trouxeram excesso de peso, baixa autoestima, inércia e frustração. De 61 quilos fui a quase 100. Longe do meu peso ideal e superando todas as dificuldades encontradas em minha vida, entre elas a mudança de estado e distância da família, saberia que não seria fácil.

Não me reconhecia mais! Me olhava no espelho e não acreditava que era eu. Foi quando resolvi, ao chegar em Corumbá-MS, em 2017, voltar a correr. Despertei e resolvi cuidar de mim. Comecei bem devagar, cortando algumas coisas da alimentação, colocando a atividade física na minha rotina, buscando pessoas e grupos com o mesmo objetivo que eu.

Hoje, aproximadamente três anos e meio depois que a corrida entrou na minha vida, me sinto realizada, feliz, cheia de vitórias e conquistas fantásticas. Conquistas de vários tamanhos: de 5, 10, 18, 21, 24, 36 e duas de 42Km. Conquistas que me levam a querer voar sempre mais. Aí entra o apoio da minha assessoria, a Action Run, que através do SisRun faz parte do meu dia-a-dia, me mantendo focada, disciplinada, ativa e dedicada. Ela me fortalece e me faz acreditar que é possível ir além.

Hoje, com a rotina e a disciplina que tenho, já almejo fazer provas que sempre me despertaram, como a ECOFloripa e a UPHILL MARATHON. Já estou inscrita. Nos meus planos também estão a Maratona de Porto Alegre e a Maratona de Lisboa, em outubro. Mas muitos planos terão que ser revistos devido à situação que nos encontramos. A pandemia da COVID-19 mudou os planos, mas não desviou o foco. Por quê?  Por que quando encontramos pessoas comprometidas, profissionais capacitados e as ferramentas corretas, fica mais fácil passar por estes momentos difíceis. Com sabedoria e resignação.

Seguimos firmes na preparação, realizando atividades em casa, como funcional e fortalecimento muscular, entre outras atividades.  Nos mantendo focados e ativos, aguardamos pelo tempo certo para que as coisas aconteçam. Estaremos prontos e a recompensa valerá a pena.

Sinto me imensamente grata por fazer parte da Action Run e por contar com profissionais da Proelite Assessoria. E também pelo SisRun, que transformou o meu dia-a-dia com praticidade, funcionalidade e clareza. Confesso que era tudo o que eu precisava para ter mudança de hábitos e um novo estilo de vida. Ele me mantém focada, disciplinada, realizada e feliz. 

Compartilhar:

194 Posts

Jornalista, pai e corredor. Vê a corrida como uma ferramente para fazer a vida fazer sentido. Não se preocupa em ser rápido, nem com a chegada. O que importa é o caminho...

1 thought on “Márcia Marques: da depressão pós-parto à glória de duas maratonas”

Escreva uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *