Ilhabela (SP) – A segunda edição da Brasil Ride Trail Run Series em Ilhabela será realizada na manhã deste domingo (5), com a expectativa de muita adrenalina e fortes emoções no arquipélago turístico do litoral norte paulista. Ao todo, 450 corredores de 13 estados vão se desafiar e percorrer trechos únicos do município, com destaque para as trilhas do Parque Estadual de Ilhabela. Na distância longa, serão 19 km e 939 m de altimetria. Já na curta, 7,5 km e 304 m de altimetria.

A distância curta terá praticamente todo percurso dentro do que será percorrido na longa. Os primeiros dois quilômetros e meio são de trecho urbano, passando por estrada de terra, até que entra em uma trilha bastante técnica e escorregadia. Presença de pedras com limo, muitas bromélias e Mata Atlântica. Assim continua por mais 2,5 km, até a divisão de prova. Aí, cada grupo segue para lados diferentes.

“Para os inscritos na curta, no km 5 há uma descida bem técnica na mata, bem escorregadia, com 1,5 km por trilhas planas até chegar na praia. Ou seja, você desenvolve bem a corrida nos primeiros 2,5 km e no último 1,5 km. O miolo, é bastante travado, técnico e com subidas difíceis”, relata Rafael Campos, diretor de prova da Brasil Ride.

“O percurso de 19 km vai para o Mirante do Baepi, um deck a 300 m altitude em relação ao mar, com uma vista incrível de toda a baía de São Sebastião. Os corredores vão em direção ao Cume do Baepi, um dos pontos mais altos da Ilhabela, porém não chegam até lá. Quando atingem 430 m de altitude, começam a descer por uma antiga trilha local. Esse trecho faz parte do Parque Estadual de Ilhabela”, complementa Campos.

O percurso desce até chegar na orla e os atletas passam na frente da Escola de Vela Lars Grael, aonde vão correr um trecho na areia batida com o mar de fundo. A distância longa tem ainda uma última subida, de volta para o deck do Mirante, com mais 300 m de desnível e outra vez são contemplados com uma vista linda da região.

“Essa última subida é bem difícil, para em seguida descer por trilhas de Mata Atlântica. Os últimos 800 m são em trecho urbano. É uma corrida que mistura vários tipos de terreno. Será uma competição dura por conta da grande altimetria acumulada, de quase 1.000 m, passando por estradas de terra, trilha e praia. Há trechos escorregadios e também outros que dá para desenvolver bem a corrida. Ou seja, uma prova bastante dinâmica”, avalia Rafael Campos.

A organização estima a previsão de chegada para os primeiros colocados dos 19 km em cerca de 1h45. Alguns atletas, com a dificuldade, podem concluir em até 4h30. Já na distância curta, de 7,5 km, os líderes devem concluir o percurso em torno de 45 minutos. Quem fizer caminhando, deve levar cerca de 2h para cruzar a linha.

Preocupação ambiental – Duas importantes iniciativas serão realizadas na etapa de Ilhabela da Brasil Ride. Com apoio do evento, o projeto Seu Lixo Meu realizará atividades de educação ambiental e mutirão de limpeza nesta sexta e sábado (3 e 4), visando a conscientização de jovens do município e dos competidores da prova. Durante as disputas, no domingo, não serão utilizados nenhum tipo de embalagem descartável, como copo ou garrafa plástica, seja no percurso ou na chegada (dispersão). Cada atleta deve levar seu próprio recipiente, para se abastecer nos pontos de hidratação. Na linha de chegada, todos receberão uma caneca, ou seja, gerando assim o menor lixo possível no evento.

“O Seu Lixo Meu atua com foco na educação ambiental, ações e projetos para reduzirmos a geração de lixo. Promovemos a reciclagem dos resíduos sólidos e compostagem (que é a reciclagem de alguns tipos de alimentos). O objetivo é mostrar ao cidadão os impactos negativos e degradações causadas pelo descarte do lixo nas ruas, praias e natureza. Com o apoio do Brasil Ride, faremos oficinas com crianças da Escola Municipal Paulo Renato e o mutirão de limpeza no mangue e na praia do Perequê com alunos da Escola Dr. Gabriel”, conta Marianna Menato, cofundadora do Seu Lixo Meu.

“Recebi o convite do Mario Roma para atuarmos juntos com a Brasil Ride em sustentabilidade e educação ambiental. Ele relatou que sempre procurou fazer ações socioambientais e por isso se identificou com o projeto Seu Lixo Meu. Acreditamos que o engajamento dos atletas nesta causa ambiental somado a educação local, resultará em significativas melhorias para Ilhabela”, conclui Marianna.

Edição de 2018 – A etapa de Ilhabela fez sua estreia em agosto de 2018. Na Trail Run, os campeões foram o recifense Nilson Rossiter e a paulistana Juliana Gomes, ambos na distância longa, e os ilhabelenses Paulo Henrique Pereira e Geisla dos Santos, na curta.

Programação Warm Up e Brasil Trail Run Series

Dia 4 de maio
14h às 20h – Entrega de Kit MTB e Trail Run

Dia 5 de maio
7h30 às 8h30 – Entrega de Kit Trail Run
8h – Alinhamento MTB Pro e Sport
8h15 – Largada do MTB categoria Pro – 50 km
8h30 – Largada do MTB categoria Sport – 22 km
9h – Largada da Trail Run categoria Longa – 19 km
9h30 – Largada da Trail Run categoria Curta – 7,5 km
12h às 13h – Cerimônias de premiação MTB e Trail Run

Brasil Ride: Mais que uma prova, uma etapa em sua vida.

Mais informações:
Site: http://www.BRASILRIDE.COM.BR
Facebook: www.facebook.com/BRASILRIDE
Twitter: @brasil_ride
Instagram: @brasilride

#SisRUN

Compartilhar:

142 Posts

Jornalista, pai e corredor. Vê a corrida como uma ferramente para fazer a vida fazer sentido. Não se preocupa em ser rápido, nem com a chegada. O que importa é o caminho...

Escreva uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *