celso fernandes

Você certamente já leu vários relatos de profissionais de Educação Física que fundaram uma assessoria esportiva. A história é sempre a mesma: a paixão pela corrida, o desejo de ter o próprio negócio, o espírito empreendedor… Mas às vezes aparece algum novo ingrediente nesta receita. Foi assim com a assessoria Club Run Celso Fernandes, de Aracaju, Sergipe.

Eu ainda era instrutor de uma academia quando uma aluna me incentivou a criar um clube de corrida. Como sempre gostei de desafios e já tinha sido coordenador em outro clube aqui da cidade, não pensei duas vezes. Aceitei o desafio de começar a equipe só com uma aluna”, conta Celso Fernandes.

A ideia era mesmo “arretada”. Tanto que a assessoria cresceu rapidamente e mês a mês o número de alunos aumentava. Além dos treinamentos para corridas de rua, Celso Fernandes buscou outros serviços para oferecer aos alunos.

Trabalhamos nossos alunos especialmente para as corridas de rua, mas não deixamos de lado os fatores como qualidade de vida, estética e a socialização. Sem contar alguns alunos que se preparam para concursos públicos”, conta o treinador.

Ex-atleta de pista dos 400 e 800 metros, Celso Fernandes não só treina seus alunos, mas corre com eles. Vê na corrida de rua uma oportunidade de seguir fazendo o que tanto ama.

Nossa primeira participação em corridas foi em setembro de 2016, na Corrida dos Bancários. De cara conseguimos dois pódios por faixa etária. Na edição deste ano foram três pódios, um de primeiro lugar!”, festeja.

O treinador mostra-se animado com o mercado de corridas de rua em Aracaju. Ele conta que para muitos a modalidade ainda é vista como algo impossível e a maioria dos que praticam ainda o fazem sem qualquer acompanhamento.

Quero pensar no mercado daqui a 5 ou 10 anos, quando não tiver mais o que crescer. Como posso ser diferente e a possibilidade de serviços que posso agregar ao trabalho que fazemos hoje. Já pensando nisso hoje temos o Clubinho Kids, que atende ao público infantil. A maioria, filhos de nossos alunos. A gestão da assessoria também merece atenção. O SisRUN agrega valor ao nosso trabalho aqui no Club. A organização é outra com ele. É realmente algo que faltava e não tem deixado a desejar em nada!”, diz o treinador. 

“Acredito que o esporte tem que ser inclusivo e a base principal não pode ser a seleção. Deve sempre ser a inclusão. Receber nas provas aqueles apenas caminham ou que correm lentamente é bom para todos. É só saber planejar.

Os grupos de corrida não têm sido problema. Aqui em Aracaju eles até estimulam os participantes a procurarem um clube ou um profissional que possa instruir de forma correta.”

Compartilhar:
  • 1300
  • 1
  • 0

147 Posts

Jornalista, pai e corredor. Vê a corrida como uma ferramente para fazer a vida fazer sentido. Não se preocupa em ser rápido, nem com a chegada. O que importa é o caminho...

1 thought on “Em Aracaju, Club Run Celso Fernandes mira o presente com um olhar no futuro”

  1. Eu sou um exemplo de superação dessa assessoria. Sofri um acidente de moto em maio de 2015, tive o apoio e ajuda desse excelente e dedicado profissional o Celso Fernandes que me visitava frequentemente no hospital e ao receber alta ele fez um trabalho comigo de alongamentos, quando completei um ano do acidente, decidir comemorar participando da corrida do trabalhador em 1 de maio de 2016, com a assessoria do Celso Fernandes, gostei muito da experiência, foi quando o Celso criou o Club de corrida fiz parte e na primeira competição que foi a corrida dos bancários fui terceiro lugar na minha categoria e esse ano fui primeiro lugar na categoria.
    Sou muito grato ao Celso pelo seu empenho, dedicação e amor que ele tem pela corrida, e pelos seus alunos/atletas/amigos deste club, que na verdade não chamamos de club e sim família, pois sempre fazemos uma festa quando nos reunimos. Isso é fazer parte do CRCF (Club Run Celso Fernandes)

Escreva uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *