Mila Go Runners1

Em novembro de 2015 a contadora Mila Targino de Medeiros, então 47 anos, procurou a Go Runners – assessoria esportiva de Natal-RN – para uma aula experimental. Foi quase que uma ordem do médico: precisava perder peso. E essa era o plano. Correr era algo que parecia distante. Mas ela começou, timidamente é verdade. O impulso que faltava veio em 2016, quando ….

“Entrei na Go Runners em novembro de 2015 para fazer uma aula experimental. Por recomendação médica precisava perder peso e fazer uma atividade física. Daí me identifiquei com a corrida e com a equipe e cá estou até hoje.

No início não levava muito a sério os treinos. Até que vi os colegas de assessoria voltarem empolgados da Meia Maratona do Rio. Então me animei e me inscrevi para os 6K da Family Run em 2017. Mas com o passar do tempo tomei gosto, passei a levar os treinos a sério e em março de 2017 decidi que faria a meia em vez dos 6K. E fui!  

Completei a prova e a adorei a experiência! Então me inscrevi na Meia de Buenos Aires, em novembro. Fui lá e fiz também! Agora 2018 participei da meia na Maratona de Santiago. Foi a melhor até agora.Mila Go Runners

Em junho estarei no Rio novamente para correr mais uma.  Resumo da história: em um ano corri quatro meias.  No meu tempo, do meu jeito!  Não sou rápida, mas dou conta da distância.

A assessoria da Go Runners é fundamental para que eu cumpra os meus objetivos. Sem eles eu sequer teria motivação. Nossa turma é muito boa. Costumo chamar de família Go. Ali fiz ótimas amizades.

Não pretendo parar tão cedo.  Estou sempre à procura de provas em lugares que pretendo conhecer. Assim vou conciliando viagens e corridas.

Não tenho qualquer dificuldade para conciliar treinos com minha vida pessoal. Trabalho com flexibilidade de horários, os filhos já estão crescidos e independentes.  E correr só me traz benefícios. A disposição é outra, a tendinite sumiu, assim como as crises alérgicas, o estresse…

As planilhas online do SisRUN facilitam todo este trabalho. Recebo meu treino, mentalizo e me preparo para ele. Vou lá e faço!

Hoje posso afirmar que virei outra pessoa depois que conheci a corrida!”

Compartilhar:

125 Posts

Jornalista, pai e corredor. Vê a corrida como uma ferramente para fazer a vida fazer sentido. Não se preocupa em ser rápido, nem com a chegada. O que importa é o caminho...

Escreva uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *